Blog com notícias de Janaúba e região!

terça-feira, 17 de abril de 2018

Em Jaíba, irmãos suspeitos de furto e roubo são presos

Irmão são presos por praticarem crimes como furto e roubo em Jaíba (Foto: Policia Militar / Divulgação)

Dois irmãos, de 24 e 26 anos, foram presos nesta segunda-feira (16) suspeitos de praticarem furtos e roubos em Jaíba, Norte de Minas. A prisão foi realizada durante uma operação da Polícia Militar realizada na zona rural da cidade, em razão de várias ocorrências de furtos e roubos em residências, fazendas e estradas vicinais.

De acordo com a PM, além de realizarem os crimes, os irmãos estariam ameaçando os moradores e visitantes da região. Após investigação, os homens foram identificados e presos; durante as buscas na residência deles, foram encontrados três armas de fogo, um simulacro de arma de fogo, 17 armas brancas, dois recipientes contendo pólvora, dois recipientes de espoleta, um recipiente de chumbo, seis peças para fabricação de armas de fogo e uma coronha.

Os suspeitos foram encaminhados à delegacia de Jaíba e o material foi apreendido.

Ex-prefeito de Matias Cardoso é condenado por improbidade administrativa

(G1) A Justiça condenou o ex-prefeito de Matias Cardoso (MG), João Cordoval de Barros, por improbidade administrativa, acusando o político de contratar de forma irregular servidores públicos durante sua gestão, entre os anos de 2005 e 2008, e de lesão ao erário municipal. Segundo a Justiça, as contratações foram realizadas contrariando determinação de realização de novos concursos públicos e também em substituição de posse de candidatos já aprovados em concursos municipais.

Com a decisão, o ex-prefeito foi condenado à suspensão dos direitos políticos por 10 anos, pagamento de multa de 25 vezes a média do valor bruto da remuneração recebida na época que foi gestor do município e proibição de contratar e receber benefícios do poder público por até oito anos. João Cordoval também foi condenado no mesmo processo a ressarcir integralmente verbas pagas de forma indevida aos contratos nulos, dos servidores contratados irregularmente, pagamento de multa civil de uma vez e meia o valor do dano causado ao erário, com devidas correções.

Denúncia
Segundo o Ministério Público, que apresentou a denúncia contra o ex-prefeito, até outubro de 2008 o quadro de funcionários da Prefeitura de Matias Cardoso era composto em sua maioria por servidores contratados irregularmente, sendo pequeno o número de efetivos. Em 2008 foi realizado concurso público, e o MP enviou recomendação para que o município rescindisse os contratos irregulares existentes e empossasse os aprovados.

Um acordo entre as partes foi feito através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que previa o cronograma de nomeação e posse dos candidatos aprovados. Porém, de acordo com o MP, as cláusulas do TAC não foram cumpridas e os contratados seguiram trabalhando de forma irregular.
O município de Matias Cardoso também foi citado na denúncia do MP, mas a Justiça entendeu que os gestores que as gestões que sucederam João Cordoval cumpriram o TAC. O último concurso realizado na cidade ocorreu em 2015, para 101 vagas; o processo ainda está em andamento para posse de todos os aprovados.

O G1 não conseguiu contato com a defesa do ex-prefeito. A decisão da Justiça foi publicada no último dia 27 março e teve andamento para intimação nesta segunda-feira (16).

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Justiça concede liberdade para médico investigado por cobrar por procedimentos realizados pelo SUS em Janaúba

(G1) O médico preso preventivamente em Janaúba (MG), na sexta-feira (13), conseguiu na Justiça decisão favorável para o pedido de habeas corpus. O médico é suspeito, segundo o Ministério Público, de cobrar da população por procedimentos do SUS. Segundo a defesa do suspeito, o médico, que atua como clínico e cirurgião geral, retornará às suas funções imediatamente; o alvará de soltura do suspeito foi expedido nesse domingo (15).

O G1 não conseguiu posicionamento sobre as investigações com a Fundação de Assistência Social de Janaúba (Fundajan) e Hospital Regional, onde o médico atua. O Ministério Público também foi procurado, mas não se posicionou sobre o habeas corpus do suspeito até a publicação desta matéria.

Entenda o caso
O médico foi preso durante a operação Hipócrates, que apura possíveis cobranças por procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com as investigações, o médico solicitou pagamento dos pacientes duas vezes em 2013, uma em 2015 e outras duas em 2018.

As cobranças, descobertas pelo MP, foram para cirurgias custeadas pelo SUS; o MP não informou qual era o tipo de cirurgia e o valor cobrado pelo médico. Além do mandado de prisão preventiva do médico, foram cumpridos também mandados de busca e apreensão na clínica e na residência dele.

Mato Verde: Morre jovem que caiu de caminhonete conduzida por motorista inabilitado

Arielly estava internada em Montes Claros

Morreu na noite desse domingo a universitária que caiu da carroceria de uma caminhonete na madrugada da última quarta-feira, em Mato Verde, Região Norte de Minas. De acordo com o boletim de ocorrência, Arielly Lacerda, de 20 anos, caiu e bateu a cabeça quando o veículo fazia uma curva na Praça Vereador Geraldo Clemente Alves. A caminhonete era conduzida por um amigo da universitária que não tinha carteira de habilitação.

Além de Arielly, uma outra pessoa estava na carroceria do veículo, mas não se feriu. No momento da queda, os amigos da vítima pararam o carro e a socorreram até o hospital da cidade.

Arielly foi atendida, mas, devido à gravidade do caso, foi transferida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para Porteirinha e depois para a Santa Casa de Montes Claros com suspeita de traumatismo craniano. Ela estava internada no local até a noite de ontem, quando não resistiu.

Caminhonete
Além de não ter carteira de habilitação, o motorista contou à polícia que pegou a caminhonete do cunhado sem a autorização dele. O condutor vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Comissão Processante conclui que o prefeito Isaildon deu pedaladas em acordo com o Previjan

A Comissão Processante que apura denúncia formulada pelo servidor Osvaldo Antunes Farias, contra o prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes, sob acusação de crime de responsabilidade e infração político-administrativa terá prosseguimento e será posta em apreciação no plenário, concluiu esta semana os membros da investigação.

A comissão destacou que a Casa Legislativa tem a responsabilidade política de vigilância sobre os fatores que contribuem para que a máquina do município não seja objeto de negligência, desonestidade, incompetência e desmandos.
Segundo a Comissão, o denunciado ignorou a competência do legislativo, o que fere de morte a Lei Orgânica do Município. Consta do parecer que o prefeito aproveitou-se do recesso parlamentar e na calada do mês de janeiro/2018, em conluio com a diretoria e o conselho deliberativo da previdência municipal, sem ouvir os interessados (servidores públicos), firmou acordo com O Previjan. O ato do executivo, de acordo com a comissão caracteriza infração político-administrativa e crime de responsabilidade.

Consolidada na denúncia e nas provas carreadas aos autos, a comissão emitiu parecer com teor de que o prefeito Carlos Isaildon Mendes ao conluiar com a diretoria e o conselho deliberativo sem prévia autorização legislativa e firmar Termo de Acordo com O instituto Previjan cometeu as chamadas pedaladas, contrariando formalmente os ditames do artigo 1º, V (crime de responsabilidade dos Prefeitos Municipais) e infração político-administrativa sujeito ao julgamento pela Câmara Municipal, previsto no artigo 4º,VII do Decreto Lei número 201/1967.

A comissão é formada pelos vereadores João Pereira da Silva (presidente), Augusto Wagner de Jesus Costa (relator) e Marcelo Alves Santos (membro).

Janaúba vai ficando para trás

Pauta de conquistas vanguardistas em termos de região, no passado, como: barragem Bico da Pedra, energia elétrica, aeroporto, água tratada de qualidade do Bico da Pedra, diversas escolas estaduais, Unimontes, esgotamento sanitário, Avenida dos Gorutubanos, Hospitais Fundajan e Regional, estação de tratamento de esgoto sanitário e ligação de rede em domicílios, estação de tratamento de água, vários postos de saúde, Caic, Universidade Federal (UFVJM), Instituto Federal, avenidas com dupla mão, moderno mercado municipal (à época), ponte de dupla passagem sobre o rio Gorutuba, pavimentação asfáltica de diversas ruas e avenidas ao mesmo tempo dentre dezenas de outras conquistas de relevância maiúscula, conseguidas pelos políticos da cidade nos governos estadual e federal. O município ainda juntava dinheiro para construir escolas municipais, instalar fábrica de bloquetes, calçar ruas, organizar praças e outros. Os prefeitos tinham prestígio para trazer para a cidade órgãos governamentais como Emater, DER, IMA, IBGE, INSS, Delegacia Regional de Polícia Civil, Superintendência Regional de Ensino.

O pomposo município de largas ruas e e muitas outras realizações que despertaram interesse de gigantes do mundo dos negócios como: Massey Fergunson, Fiat, Chevrolet, Feltrin, Dow AgroSciences, dentre outros além de encorajar os empreendedores locais que investiram muito na cidade, transformava Janaúba em um lugar pujante, arrojado, atrativo, interessante aos olhos de quem aqui mora (ou morava) e de quem por aqui passava.

Califórnia brasileira ou Eldorado do Brasil, como quer que seja... era assim que o nome de Janaúba era levado pelos quatro ventos, pelos quatro cantos do planeta.

As estimativas otimistas do IBGE vinham ao encontro da robustez do município.

Passado muito diferente dos dias de hoje, a pauta gerada, agora, pela atual administração direciona para outra ponta, para a cauda, para a retaguarda. Com dezesseis meses de governo figura no centro das “grandes realizações” da prefeitura: operação tapa buracos (incompleta e mal feita, pelo menos até agora foi assim), limpeza de matos (incompleta e morosa), coleta de lixo (irregular), encontros, palestras, alvoroço de datas comemorativas (sem muito o que se comemorar), muitas notas de esclarecimentos e explicações. Assuntos que no passado não eram o olho da notícia.

Afinal, a pauta de conquistas vanguardistas do passado, vai se tornando retaguarda no presente.

A energia elétrica veio de centenas de quilômetros para cá, hoje nem a expansão no âmbito do município é praticada a contento; aeronave quase não desce mais por aqui, o acesso ao aeroporto ficou ruim; a expansão de água e de esgotamento sanitário ocorrem a passos lentos; até escolas municipais e estaduais estão sendo fechadas; hospitais são alvos de reclamações, escândalos e até de intervenção jurídica (quando vereador o atual prefeito dizia que consertaria o sistema hospitalar); postos de saúde são destaques de reclamações, falta de atendimento, faltam medicamentos e exames; o mercado precisa de muito para ficar moderno novamente; falta manutenção às diversas ruas pavimentadas e nas avenidas duplas.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Em Janaúba, médico que cobrava por procedimentos realizados pelo SUS é preso preventivamente

Foi deflagrada na manhã desta sexta-feira, 13 de abril, pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), uma operação que resultou na prisão preventiva de um médico que atuava na Fundação de Assistência Social de Janaúba (Fundajan) e também no Hospital Regional de Janaúba, entidades prestadoras de serviço de saúde que recebem recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). O médico é acusado de solicitar e receber vantagens indevidas (pagamentos) de pacientes atendidos pelo SUS. A operação, denominada Hipócrates, teve a participação da Promotoria de Justiça de Janaúba e da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG).

De acordo com as investigações da Promotoria de Justiça de Janaúba, o médico teria solicitado pagamento pelos serviços em cinco oportunidades: duas vezes em 2013, uma em 2015 e outras duas em 2018. As cobranças, descobertas e comprovadas, foram por cirurgias custeadas pelo SUS.
Na manhã de hoje, além do mandado de prisão preventiva, foram cumpridos também mandados de busca e apreensão na clínica e na residência do investigado. Os mandados de busca e apreensão e a prisão preventiva do investigado foram autorizadas pela Justiça.

Na medida cautelar apresentada, o MPMG pede a quebra dos sigilos telemáticos e de dados relacionados aos objetos porventura apreendidos, a suspensão do exercício da função de médico ou qualquer outra possivelmente relacionada à Fundajan e ao Hospital Regional de Janaúba. Além disso, requer que seja oficiado ao Conselho Regional de Medicina, determinando-se a suspensão cautelar do registro profissional do investigado, entre outros pedidos.


Fonte: Promotoria de Justiça de Janaúba

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Em Mato Verde, jovem de 20 anos fica ferida após cair de caminhonete

(G1) Uma jovem de 20 anos ficou ferida após cair de uma caminhonete na madrugada desta quarta-feira (11) em Mato Verde, no Norte de Minas. Segundo a Polícia Militar, ela estava na carroceria do veículo e caiu durante uma conversão, na Praça vereador Geraldo Clemente Alves, no Centro da cidade.

A vítima foi socorrida com suspeitas de fraturas e levada ao hospital da cidade, mas foi transferida à Santa Casa de Porteirinha e, posteriormente, ao Hospital Regional de Janaúba. Na tarde desta quarta-feira a vítima foi novamente transferida, sendo levada ao Hospital Santa Casa de Montes Claros, onde permanece internada em estado grave.

O condutor da caminhonete, segundo a PM, não possui carteira de habilitação e foi detido após o acidente. Ele foi levado à delegacia de plantão em Janaúba. Na manhã desta quarta-feira (11) ele permanecia na unidade para prestar esclarecimento ao delegado plantonista.

domingo, 8 de abril de 2018

AMAMS mantém vaga no Conselho Deliberativo da Sudene

Foto: Albino Oliveira

AMAMS mantém vaga sua no Conselho Deliberativo da Sudene (Condel). O norte-mineiro Ronaldo Mota Dias, secretário-executivo da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS e ex-prefeito de Coração de Jesus e São João da Lagoa foi nomeado pela Associação Brasileira de Municípios para assumir a vaga deixada pelo presidente da AMAMS, José Reis Nogueira de Barros, prefeito de Bonito de Minas, que se afasta do cargo no dia 7 de abril. Nesta última quarta (04/04), Ronaldo Mota Dias participou da reunião do Condel, realizada em Brasília.

Assim, a região continuará com dois representantes no Condel, pois o empresário Adauto Batista, presidente da Federação das Industrias no Norte de Minas - FIEMG, representa a Confederação Nacional das Industrias. Minas Gerais conta ainda com outros três representantes: o governador Fernando Pimentel e os representantes dos trabalhadores do comércio e na indústria. Na correspondência encaminhada ao Ministério da Integração Nacional, a Associação Brasileira de Municípios indicou Ronaldo Mota Dias como representante da entidade.

Na reunião de quarta-feira, os conselheiros aprovaram proposição que trata da ampliação do público alvo do Programa FNE Sol, que passa a abranger, já este ano, pessoas físicas. O financiamento possibilitará a aquisição isolada de sistemas de micro e minigeração distribuída de energia elétrica, que serão instalados em residências e/ou condomínios residenciais. Com a aprovação, pessoas físicas poderão adquirir sistemas para geração de energia solar fotovoltaica, via FNE.

O presidente da AMAMS, José Reis, destaca que a aceitação do nome de Ronaldo Mota Dias representando a AMAMS no Condel, vem reconhecer a importância da participação da Associação junto à Sudene, além de manter uma aproximação que, segundo o Superintendente da Sudene, Marcelo Neves, não acontecia há vários anos. Ronaldo Mota, que já foi presidente da AMAMS de 1999 a 2002 se diz honrado por poder fazer parte de um grupo comprometido com o desenvolvimento da área mineira da Sudene.

Ainda sobre a linha de crédito para energia solar, o superintendente da Sudene, Marcelo Neves, afirmou que “ vai incrementar toda uma cadeia industrial e de serviços, trazendo bons resultados para a nossa região". O encontro foi marcado pela assinatura de contratos relativos ao FIES, renegociação de dívidas de agricultores rurais e financiamento de projetos de energia renovável (eólica e solar).


Ascom | AMAMS

Prejudicada pela grilagem de 2011, regularização de terras rurais é retomada

O Governo de Minas Gerais realizou na sexta-feira (6/4), audiência pública cumprindo o recomeço do processo de regularização de terras rurais no município de Espinosa, no Território Norte.

A ação faz parte da retomada do programa estadual de regularização fundiária rural, atendendo demanda histórica da região. Desde a reestruturação do programa, em 2015, o Governo de Minas Gerais já emitiu mais de 2 mil títulos de propriedades rurais.

Os trabalhos de regularização de terras foram prejudicados pelo escândalo de grilagem de terras desvendado pela Polícia Federal, por meio da Operação Grilo, que à época (2011), desbaratinou uma organização criminosa que atuava na região norte do estado. Na investigação, os policiais apontaram a participação de servidores públicos vinculados à autarquia estadual Iter-MG (Instituto de Terras) que legitimavam a “posse” de terras devolutas por “laranjas” que jamais tinham sido proprietários ou possuidores de terras na região. Na sequência, o grupo ainda operava para que o agora proprietário vendesse o título às pessoas físicas ou jurídicas intermediárias que, ao final, negociavam a terra com grande mineradoras a preços astronômicos.

O trabalho foi realizado em parceria com a Empresa Mineira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), Sindicato dos Trabalhadores Rurais, além do apoio da câmara e da prefeitura.

Gerente de hospital é preso em operação do MP em Janaúba

O Ministério Público Estadual de Minas Gerais (MPMG), com o apoio da Polícia Militar, desencadeou na terça-feira 3, a “Operação Metástase*”, que apura supostas irregularidades no Hospital da Fundação Assistência Social de Janaúba (Fundajan), neste município. Entre elas estão nepotismo, deficiência na gestão de atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) e de procedimentos particulares, “a proliferação de casos de falhas médicas e assistenciais” e contratações ilícitas para o favorecimento a empresas pertencentes a funcionários.

Conforme o MPMG, foi preso preventivamente o gerente administrativo do hospital. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão no escritório, na residência do gerente administrativo e em uma empresa investigada.
Segundo a instituição, as investigações apontam que o gerente do Hospital Fundajan autorizava compras em uma empresa da qual era sócio, em conluio com a mulher dele, também investigada. “Para tanto, em alguns casos, apurou-se que eram lançados valores relativos ao frete nas empresas concorrentes, mesmo quando já constante na oferta, fazendo com que a empresa dos investigados saísse vencedora”, informa o MPMG. Ainda de acordo os responsáveis pela operação, foi decretada a prisão preventiva do gerente porque ele teria ocultado e destruído provas.

A Promotoria Pública da Defesa da Saúde de Janaúba informa que foi apurado em inquérito diversas irregularidades na unidade hospitalar como como “nulidade do estatuto da entidade”, “falta de órgãos consultivos e fiscal”, “má gestão nas relações trabalhistas”, “perseguição e assédio moral” e “deficiência na gestão de atendimentos do SUS e de procedimentos particulares”.

O MPMG diz que também foram verificadas “irregularidades e ausência nas prestações de contas”, “contratação de empréstimos abusivos”, “deficiência nas escalas de plantão”, “suspensão de cirurgias eletivas (não emergenciais)”; “proliferação de casos de falhas médicas e assistenciais”, “nepotismo” e “contratações ilícitas mediante favorecimento de empresas pertencentes a funcionários", entre outros.

A instituição também informou que, como parte da “Operação Metástase”, ajuizou na terça-feira uma Ação Civil Pública (ACP) com pedido de tutela antecipada, requerendo intervenção na Fundação Hospitalar de Janaúba (Fundajan), com o afastamento de todo o conselho diretor da entidade e a nomeação de comissão interventora.

“Em face da notória crise administrativa, aliada à ausência de tomada de medidas enérgicas por parte do município, colocando em risco grave e iminente toda a população gorutubana, foi solicitada a intervenção como forma de restabelecer o pleno funcionamento da unidade hospitalar”, afirma o promotor de Justiça de Janaúba Daniel de Castro.

Auditoria
O atual prefeito, Carlos Isaildon Mendes, era presidente da Fundajan, duas cooperativas de crédito da cidade financiaram auditoria nas contas da instituição hospitalar, porém a população que é o verdadeiro motivo da existência da Fundajan, jamais tomou conhecimento do resultado da auditoria. À época já existia nepotismo, deficiência na gestão de atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS)... Mas o que é mesmo Metástase?

*Metástase
Quando o câncer se espalha além do local onde começou para outras partes do corpo é denominado metástase. Ocorre quando as células cancerosas viajam através da corrente sanguínea ou dos vasos linfáticos para outras áreas do corpo.

JANAÚBA NA CONTRAMÃO Aumento da carga tributária: um freio para o crescimento


Ø Brasileiro trabalhou 153 dias em 2017 só para pagar impostos

Ø Em Janaúba o prefeito quer mais e mais

Ø Corrupção consumiu 29 dias de trabalho

Estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) mostra que, no Brasil, trabalhou-se cinco meses e três dias apenas para pagar tributos em 2017. O cálculo considera os impostos sobre a renda, o patrimônio e o consumo. Em média, há comprometimento de 40,98% da renda bruta do trabalhador para os fiscos federal, estadual e municipal. A "alforria" tributária dos contribuintes, segundo o IBPT, foi concedida, no ano passado, pelos governos, apenas em 3 de junho, o que significa dizer que, somente a partir dessa data a pessoa começou a trabalhar para si mesma, sem intervenções fiscais. Foram 153 dias de trabalho para os três fiscos - três a mais que em 2016, quase o dobro do período registrado na década de 1970. A demonstração da ânsia arrecadadora das três esferas de governo no Brasil continua voraz.

Em Janaúba, o fisco partiu para cima do contribuinte sem moderação, sendo registrados absurdos, como: o valor venal de imóvel ser precificado bem maior que o seu valor real, Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) que tinha alíquota de 2% passou para 4%, alvará chegou a ter aumento de 500%.

O contribuinte entende que não justifica o aumento de tributos, uma vez os valores recolhidos não retornam em serviços como segurança, saúde, rodovias sem pedágio e saneamento básico.

O aumento da eficiência na gestão e nos gastos públicos, clama o contribuinte, permitiria fazer muito mais com menos, melhorando os serviços com redução da carga tributária.Em síntese, pior do que pagar tributos elevados é não ter um bom retorno.

Além de trabalhar mais de cinco meses no ano só para pagar impostos, o brasileiro precisa dedicar a renda de outros quatro meses para suprir a lacuna deixada pelos maus serviços prestados pelos prefeitos, governos e presidente. Analisa aí, você tem limpeza pública de qualidade, ruas bem conservadas, iluminação de rua adequada, saúde medicamentos e exames na hora que precisa, educação de qualidade?

A elevação da carga tributária nos últimos anos, confere o IBPT, foi destinada em sua grande maioria para custear o aumento dos gastos correntes dos governos, incluindo benefícios sociais e salários de funcionários públicos. Aumenta-se a carga tributária para gastar mais. Enquanto isso, os serviços prestados à população continuam de péssima qualidade e o custo-Brasil só cresce. Essas questões deixam claro que o baixo ritmo de crescimento da economia não pode ser atribuído só à crise política. Parcela relevante se deve ao que especialistas chamam de processo de extração de eficiência do setor privado para financiar custeio público. E é isso que precisa ser estancado, claro, se houver intensão de recuperar a vitalidade econômica. Deve-se fazer valer a pena pagar impostos, mas menos impostos.

Corrupção consome 29 dias
A partir dos resultados do Projeto Lupa nas Compras Públicas, que monitora todas as compras realizadas pelos governos, o IBPT também estimou que a corrupção consumiu 29 dias de trabalho de cada um dos brasileiros em 2017. Cada brasileiro trabalhou 29 dias no ano passado só para pagar os rombos causados pela corrupção no País.

quarta-feira, 4 de abril de 2018

São João da Ponte: Assistência Social - “Grupo da Felicidade” retorna às atividades


(Por Gilmar Pereira) Na manhã desta terça-feira (03/04), a Secretaria Municipal de Assistência Social, através do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social, retornou com as atividades do “Grupo de Idosos da Terceira Idade – Grupo da Felicidade”, do município de São João da Ponte.

Os Idosos foram recebidos pela equipe do CRAS e pelo Secretário de Assistência Social, Hudson Aparecido Almeida, que os recepcionou com muito entusiasmo.

O Grupo de Idosos integra as atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV. Os encontros acontecem semanalmente, todas as terças-feiras na sede do CRAS, a partir das 07:30 hs. São ministradas palestras, atividades de interação (dinâmicas), além de danças, especialmente forró, durante os encontros. Durante o encontro, profissionais da Secretaria de Saúde deram suporte às atividades, realizando testes de glicemia e aferição da pressão arterial dos idosos

Para a Coordenadora do CRAS, Sra. Vanusa Abreu, “a volta das atividades trás uma nova harmonia ao CRAS. Os Idosos já fazem parte da nossa família, é muito bom tê-los a cada terça-feira”, diz a Coordenadora.

Segundo o Secretário Hudson Almeida, “os encontros são fundamentais para proporcionar aos idosos muita diversão e distração, enriquecendo a qualidade de vida de cada um. É uma satisfação recebê-los, tendo em vista que essa idade requer uma atenção especial por parte da sociedade e da família, e em alguns casos não observamos os devidos cuidados pela família. Para nós da Assistência Social é um privilégio tê-los a cada encontro”.

“Todo encontro é uma alegria. Estávamos ansiosos para a volta do nosso Grupo, pois aqui encontramos nossos amigos e nos sentimos acolhidos, amados e valorizados por toda a equipe do CRAS”, diz a Sra. Maria Alves, de 74 (setenta e quatro) anos.

Nova Porteirinha: Aeronave de pequeno porte cai em área agrícola e piloto fica ferido

(G1) Um piloto ficou ferido nessa terça-feira (3) após o avião que pilotava cair em uma área agrícola em Nova Porteirinha, no Norte de Minas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ele estava sozinho na aeronave e sofreu traumas na cabeça e no peito e fratura no braço esquerdo. A vítima, de 32 anos, foi socorrida e levada até o hospital de Janaúba, e transferida para a Santa Casa de Montes Claros. Na manhã desta quarta-feira (4), a unidade informou ao G1 que o estado de saúde do piloto é grave, porém estabilizado.

Os bombeiros foram chamados por volta das 18h20. A vítima trabalhava em uma plantação com o avião de pequeno porte, comumente usado para pulverização quando o acidente aconteceu; as causas ainda serão investigadas.

O G1 entrou em contato com o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de acidentes (SERIPA) para apurar como serão feitas as investigações; em nota, o órgão informou que investigadores irão se deslocar para realizar a ação inicial da ocorrência, que consiste em coletar dados, fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

Gerente administrativo da Fundajan é preso por fraudes em compras para o hospital em Janaúba

(G1) O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) divulgou na tarde desta terça-feira (3) a prisão do gerente administrativo da Fundação Hospitalar de Janaúba (Fundajan). A prisão, que teve o apoio da Polícia Militar, foi durante a primeira fase da operação Metástase, também nesta terça, que apura fraudes em compras feitas pela Fundação.


De acordo com o MP, o gerente autorizava que compras do hospital fossem realizadas na empresa na qual era sócio com a esposa, que também é investigada. "Para tanto, em alguns casos, apurou-se que eram lançados valores relativos ao frete nas empresas concorrentes, mesmo quando já constante na oferta, fazendo com que a empresa dos investigados saísse vencedora", diz o MP.

Durante a operação foram cumpridos ainda mandados de busca e apreensão no escritório do gerente, na casa e na empresa dele. O MP suspeita que o gerente administrativo tenha destruído provas durante a investigação. Ele e a esposa foram afastados dos cargos e proibidos de manter contato com funcionários ou se aproximarem da Fundação.
Intervenção

O MP informou ainda que ajuizou nesta terça-feira "um pedido de tutela antecipada, requerendo na Fundajan o afastamento de todo o conselho diretor e nomeação de comissão interventora". A investigação, segundo o MP, apontou diversas irregularidades, como ausência nas prestações de contas, contratação de empréstimos abusivos, deficiência nas escalas de plantão, suspensão de cirurgias eletivas, perseguição e assédio moral.

O que diz o hospital
O atual diretor da Fundajan, Bruno Ataíde Santos, afirmou que acompanhou a ação no hospital nesta terça-feira. Ele diz que está no cargo interinamente desde o mês de dezembro de 2017, mas neste período verificou diversas irregularidades.

"Foi uma saída repentina da antiga diretoria. Fui instituído com diretor interino até mesmo para que o hospital não fechasse as portas. Percebemos diversas irregularidades dentro do hospital e todas foram repassadas ao MP. Quanto a este servidor, que está lá há mais de 20 anos, será desligado imediatamente e estamos colaborando com a Justiça, fornecendo documentos e tudo que precisarem."

O G1 procurou o advogado de defesa do gerente preso, mas, até esta publicação, ninguém foi localizado.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Motociclista morre em acidente na MG-401 em Janaúba

Caminhão teria feito conversão sem sinalizar

Um motociclista de 42 anos morreu em um acidente, nesse sábado (31), na MG-401, no km 139, em Janaúba. A Polícia Militar informou que a vítima atingiu um caminhão, que fazia uma curva na rodovia sem sinalizar.

Ainda segundo a PM, o motociclista, que seguia no sentido contrário, bateu na roda do caminhão, passou por baixo do veículo e atingiu uma caminhonete.

O caminhoneiro de 66 anos não era habilitado para categoria e foi levado para delegacia. Ele e o motorista da caminhonete fizeram o teste do bafômetro e o resultado foi negativo.

Palestra do Ministério Publico da Infância e Juventude é destaque em curso de conselheiros tutelares na AMAMS


O segundo dia do Curso de Formação continuada para conselheiros tutelares contou com o promotor Daniel Librelon Pimenta, coordenador regional da Infância, Juventude e Educação do Ministério Público, que foi o primeiro palestrante do dia, onde ele convocou os Conselheiros Tutelares a lutarem pela garantia dos direitos das crianças e adolescentes, principalmente que vivem em situação de vulnerabilidade social. O mesmo abordou na Formação Continuada o módulo que referencia sobre o Sistema de Justiça em interface junto ao Conselho Tutelar, realizado em Montes Claros pela Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene - AMAMS, Ministério Público, Unimontes e Fórum dos Conselhos Tutelares de Minas Gerais.

Na abertura, o presidente da AMAMS e prefeito de Bonito de Minas, José Reis, que enalteceu o trabalho exercido pelos conselheiros tutelares, lembrando que, assim como os representantes do executivo de cada cidade, eles também foram eleitos pelo povo, escolhidos para assumir um papel com multitarefas e de grande responsabilidade dentro da comunidade onde atuam. “Todos são guardiões do Estatuto da Criança e do Adolescente, fiscais e conselheiros e muito das vezes, psicólogos e até anjos da guarda”. O presidente destacou ainda o empenho do Ministério Público, Unimontes, Fórum dos Conselhos Tutelares de Minas Gerais e da equipe técnica do departamento de Assistência Social na realização do evento.

Na sua exposição, o promotor Daniel Librelon observou que a interface do Conselho Tutelar e o Poder Judiciário é fundamental para garantia dos direitos das crianças e adolescentes e por isso, quando o conselheiro constatar alguma violação ou infração, tem de noticiar o caso ao Ministério Público, com todas as anotações possíveis, para permitir que sejam tomadas as providências cabíveis. O promotor lembra que o Conselho Tutelar foi criado para promover a desjudicialização e desburocratizar o atendimento as crianças e adolescentes e que suas ações são resguardadas pelo Estatuto da Criança e Adolescentes. As infrações cabíveis de atuação do Conselho Tutelar, segundo o promotor, são as administrativas ou penais.

Ascom | AMAMS

terça-feira, 27 de março de 2018

Homem é assassinado em Espinosa e autor alega que cometeu crime após vítima roubar algumas galinhas


Um homem, de 25 anos, foi assassinado nesta segunda-feira (26) em Espinosa, no Norte de Minas. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, a vítima foi atingida por um golpe de faca no rosto.

Quando os policiais chegaram ao local do crime, no Bairro São Domingos, encontraram Sandro Ferreira Lima caído sobre um colchão e sem os sinais vitais. No local, segundo a PM, estava também um homem, de 35 anos, que confessou ter esfaqueado Sandro, alegando que a vítima roubou algumas galinhas em sua propriedade. Ainda segundo a PM, existia uma dívida de R$ 300 entre a vítima e o autor.

O autor foi preso e, de acordo com a PM, será encaminhado à delegacia da Polícia Civil ainda nesta segunda-feira.

Em Janaúba, homem é morto com tiros na nuca, costas e braço na porta de casa

Um homem de 25 anos foi assassinado a tiros nesse domingo (25), em Janaúba, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Militar, Paulo Sérgio Soares de Oliveira foi atingido por tiros a ‘queima roupa’ na nuca, costas e braço. A companheira dele, de 19, disse à PM que os dois estavam em casa quando foram surpreendidos por cinco criminosos; eles vestiam camisas com identificação da Polícia Civil e levaram o homem até a rua para matá-lo.

O crime foi no Bairro Novo Paraíso. A mulher da vítima foi agredida com socos e se escondeu debaixo da cama. A perícia esteve no local e recolher diversos projéteis de arma de fogo.

A polícia já tem pistas dos suspeitos, mas até esta publicação ninguém foi preso e a motivação do crime ainda não foi esclarecida. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

"Os criminosos chegaram gritando 'polícia, polícia' e invadiram a casa dele. Eles estavam usando uma blusa preta, escrita somente 'polícia', sem descrição de qual força. Quando a vítima notou que iriam executá-lo, pediu para o matarem na rua longe do filho. Ele era usuário de droga e possivelmente o crime ocorreu em função de uma guerra por tráfico e disputa de pontos de vendas entre os bairros vizinhos", explicou o delegado Bruno Fernandes Barbosa.

Motorista é preso em Janaúba durante perseguição após ser flagrado dirigindo em 'zigue-zague' na MG-122

Um motorista com sintomas de embriaguez foi preso em Janaúba depois de fugir de uma abordagem policial, nesse domingo (25). A Polícia Militar Rodoviária fazia patrulhamento na MG-122 quando percebeu que o condutor estava em 'zigue-zague'. Durante a perseguição, o motorista jogou o carro contra militares que estavam no 'cerco-bloqueio', fez ultrapassagens proibidas, invadiu ruas em contramão e chegou a passar por cima de uma motocicleta estacionada. A PM informou que foi necessário atirar contra os pneus do carro para pará-lo. Ao ser preso, o homem contou que estava em um churrasco e que após deixar a esposa em um hotel, foi para um local sem movimento para fumar crack e fugiu ao perceber a presença da polícia.

A perseguição aconteceu de Nova Porteirinha a Janaúba, em uma distância de 30 quilômetros. Durante o percurso, o motorista dispensou algum material pela janela do carro, mas nada foi encontrado. Segundo a PM, mesmo com um dos pneus atingido, o motorista continuou a fuga em alta velocidade e só parou após ter outro pneu estourado e bater em um meio-fio. O resultado do teste do etilômetro foi de 0,54 miligramas de álcool por ar expirado.

Um militar desviou do condutor para não ser atropelado e teve lesões leves na perna. O motorista, de 44 anos, foi preso em flagrante e levado para a delegacia. Câmeras do 'Olho Vivo' registram a fuga. A carteira de habilitação do condutor foi recolhida e o veículo foi removido ao pátio credenciado ao Detran.